Dica de saúde, Notícias, Prevenção

Tabagismo é a principal causa de morte evitável no mundo, segundo OMS

29 ago 2019 • Flávia Sapienza

Hoje, 29 de agosto, é celebrado o Dia Nacional de Combate ao Fumo. O INCA (Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva), órgão auxiliar do Ministério da Saúde, é o responsável pela divulgação e comemoração da data. Neste ano, o tema da campanha é “Tabaco ou Saúde – O Uso do Narguilé”.

Segundo a OMS, o tabagismo é a principal causa de morte evitável em todo o mundo, sendo responsável por 63% dos óbitos relacionados às doenças crônicas não transmissíveis. Destes, o tabagismo é responsável por 85% das mortes por doença pulmonar crônica (bronquite e enfisema), 30% por diversos tipos de câncer (pulmão, boca, laringe, faringe, esôfago, pâncreas, rim, bexiga, colo do útero, estômago e fígado), 25% por doença coronariana (angina e infarto) e 25% por doenças cerebrovasculares (acidente vascular cerebral – AVC).

A campanha de 2019 também faz um alerta sobre o uso do narguilé, muito popular entre a população mais jovem. O narguilé é um dispositivo em que uma mistura de tabaco é aquecida e a fumaça gerada passa por um filtro de água antes de ser aspirada pelo fumante, por meio de uma mangueira.

Segundo o INCA, por utilizar mecanismos de filtro, o consumo de narguilé é visto como menos nocivo à saúde, mas estudos revelam que o seu uso é mais prejudicial que o de cigarros. “Uma sessão de narguilé dura em média de 20 a 80 minutos, o que corresponde à exposição dos componentes tóxicos presentes na fumaça de aproximadamente 100 cigarros”, alerta o Instituto no manual da campanha 2019.

Benefícios ao parar de fumar

O INCA também compartilha alguns dos benefícios ao parar de fumar. As mudanças acontecem a partir de 20 minutos, em qualquer momento da vida, mesmo que o fumante já esteja com alguma doença causada pelo cigarro. Confira alguns deles:

  • Após 20 minutos, a pressão sanguínea e a pulsação voltam ao normal;
  • Após duas horas, não há mais nicotina circulando no sangue;
  • Após oito horas, o nível de oxigênio no sangue se normaliza;
  • Após 12 a 24 horas, os pulmões já funcionam melhor;
  • Após dois dias, o olfato já percebe melhor os cheiros, e o paladar já degusta melhor a comida;
  • Após três semanas, a respiração se torna mais fácil e a circulação melhora;
  • Após um ano, o risco de morte por infarto do miocárdio é reduzido à metade;
  • Após dez anos, o risco de sofrer infarto será igual ao das pessoas que nunca fumaram;
  • Quanto mais cedo você parar de fumar, menor o risco de adoecer.

 

Fonte: INCA (Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva)