Dica de saúde, Notícias, Prevenção

Dia Nacional do Homem: veja alguns cuidados importantes com a saúde

15 jul 2019 • Felipe Nascimento

Nesta segunda-feira, 15 de julho, é comemorado no Brasil o Dia Nacional do Homem, data criada com o objetivo de destacar e reforçar a importância dos cuidados com a saúde e a prevenção. Apesar de estarem mais preocupados com a saúde e mais dedicados à alimentação equilibrada e à prática de exercícios físicos, uma parcela do público masculino ainda costuma dar menos atenção à saúde e realizar consultas médicas periódicas.

Pesquisas já comprovaram que uma rotina saudável e o acompanhamento de saúde preventivo são o caminho para o envelhecimento com qualidade de vida. De acordo com o Ministério da Saúde, os homens são os que mais sofrem as principais causas de morte do mundo e vivem, em média, 7,2 anos a menos que as mulheres. Entre as causas de morte prematura estão a violência e acidentes de trânsito, além de doenças cardiovasculares e infartos.

Para diminuir o risco destas doenças, especialistas reforçam: praticar atividade física regular, adquirir uma alimentação balanceada e moderar o consumo de bebidas alcoólicas são cruciais. Além disso, a identificação precoce de doenças aumenta as chances de um tratamento eficaz. Estudos mostram que mais de 50% dos homens só procuram tratamento quando algum sintoma atrapalha muito a rotina ou então eles só vão aos consultórios com doenças em estágio avançado, quando já existe a necessidade de intervenções cirúrgicas.

Por isso, alguns exames devem fazer parte da rotina dos homens, tais como aferir a pressão com frequência e acompanhar as taxas de colesterol, para evitar doenças crônicas como a diabetes e a hipertensão. Outros testes importantes a serem realizados dizem respeito às infecções sexualmente transmissíveis como o teste de HIV, hepatite B (HBsAg) e do vírus da hepatite C (anti-HCV).

CÂNCER DE PRÓSTATA

No Brasil, o câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens (atrás apenas do câncer de pele não-melanoma). Em valores absolutos, é o sexto tipo mais comum no mundo e o mais prevalente em homens, representando cerca de 10% do total de cânceres. Assim, homens com mais de 50 anos e com sintomas de problemas na próstata, como dificuldade para urinar, jato urinário fraco ou sensação de esvaziamento incompleto da bexiga, devem ir ao médico para investigar o problema. É possível que outras doenças, como uma infecção urinária esteja causando os sintomas.

Para aqueles com história familiar de câncer de próstata (pai ou irmão) antes dos 60 anos e assintomáticos, a recomendação também é consultar um médico, pois somente ele pode orientar quanto aos riscos e benefícios da realização dos exames. As evidências disponíveis demonstraram que a realização periódica do toque retal e dosagem de PSA em homens assintomáticos teve como resultado uma redução mínima da mortalidade por câncer de próstata. Outros cuidados, como autoexame de testículos e pênis também são importantes.

Alguns sintomas podem mostrar alterações do sistema reprodutor, principalmente na próstata. São eles:

  • Dificuldade para urinar
  • Necessidade de urinar mais vezes (principalmente à noite)
  • Urgência para urinar
  • Dificuldade para iniciar ou parar o fluxo urinário
  • Jato urinário fraco, reduzido ou interrompido
  • Sensação de esvaziamento incompleto da bexiga
Com informações do Ministério da Saúde