Notícias

Semana da Amamentação reforça importância da prática para saúde de bebês e mães

03 ago 2020 • Flávia Sapienza

Começou no último sábado (01/08) a Semana Mundial de Amamentação. A iniciativa tem o objetivo de aumentar a conscientização para a importância da prática na saúde das crianças e das mães em todo o mundo. Este ano, o tema da semana é “Apoiando a Amamentação para um Planeta Mais Saudável”.

Sermana do Aleitamento Materno de 01 a 08 de agostoEm 2018, a Assembleia Mundial da Saúde, reunião anual dos países-membros da OMS (Organização Mundial da Saúde), adotou uma resolução aprovando a Semana Mundial de Amamentação como a melhor estratégia de promoção do aleitamento materno.

A OMS recomenda amamentar os bebês a partir da primeira hora do nascimento até pelo menos os primeiros seis meses de vida.  Mesmo assim, a agência calcula que 3 em cada 5 crianças não recebem o leite materno após o parto.

Ainda segundo suas orientações, os alimentos nutritivos e complementares devem ser adicionados à dieta do bebê a partir dos seis meses, ao mesmo tempo em que se continua com o aleitamento, que pode seguir até os 2 anos de idade ou mais.

Segundo o Unicef, a amamentação gera mais saúde para as crianças e para as mães. Aumentar o aleitamento para níveis quase universais poderia salvar mais de 800 mil vidas todos os anos, a maioria de crianças menores de seis meses.

Além disso, a amamentação também reduz os riscos de câncer de mama nas mães, assim como câncer de ovário, diabetes tipo 2 e doenças coronárias. Estima-se que elevar as taxas de aleitamento evitaria 20 mil mortes maternas, por ano, devido ao câncer de mama.

Fonte: ONU news