Sem categoria

Programa Fantástico alerta sobre máfia de próteses. As ações da Amafresp sobre o assunto economizaram mais de 6,2 milhões em 2013!

05 jan 2015 • Fabieli de Paula

O programa Fantástico exibido no domingo (4/1), na rede Globo de televisão, mostrou um retrato escandaloso da máfia das próteses no Brasil. Empresas que vendem próteses oferecem dinheiro para que médicos usem os seus produtos. De acordo com a reportagem, existem médicos que faturam mais de R$ 100 mil por mês com este esquema.

Clique aqui e veja a reportagem na integra!

O diretor da Amafresp, Luiz Carlos Toloi Junior, disse que a Amafresp está atenta a este assunto e cada vez mais tem intensificado suas ações e exigências. “Uma das exigências da Amafresp é que o médico solicitante da prótese indique ao menos três fornecedores de material ao hospital, que fará a cotação e encaminhará para a Amafresp”, disse.

Por outro lado, a Amafresp exerce ações junto aos próprios hospitais e fornecedores na busca incessante de redução de custo das próteses, sem alterar a qualidade ao filiado.
“A título de exemplo, tivemos um caso que o profissional médico solicitou prótese, exigindo que a compra fosse através de um fornecedor específico, orçada em mais de R$ 296.000,00 (uma única prótese). Após nossas ações e exigências de, pelo menos, mais dois orçamentos e negociação com fornecedor, a mesma prótese foi adquirida por R$ 144.000,00, ou seja, economizamos R$ 152.000,00 somente em uma cirurgia”, explicou o diretor da Amafresp.

Vale ressaltar que maioria das próteses está relacionada às cirurgias de coluna, ortopédicas, cardíacas e endovasculares.

“O setor de compras de materiais da Amafresp, junto com médicos, hospitais e fornecedores obteve uma economia de R$6,2 milhões no ano de 2013 na aquisição de próteses cirúrgicas, o que representou uma redução de R$ 20,80 no valor unitário da cota/mês”, concluiu Toloi.