Sem categoria

Atendimento Domiciliar Amafresp garante mais benefícios e qualidade de vida

05 jan 2017 • Fabieli de Paula

Você já ouviu falar do Atendimento Domiciliar da Amafresp (ADA)? Este é um programa que realiza o acompanhamento, monitoramento e orientação aos filiados idosos com patologias crônicas e acamados ou com dificuldade de locomoção, por meio de visitas domiciliares de uma equipe multiprofissional.

Atualmente, o programa atende 40 pacientes por mês e o índice de reinternação é de apenas 7%. “Com o ADA, conseguimos, por exemplo, controlar e melhorar a qualidade dos atendimentos, diminuímos os riscos de infecções hospitalares, além de otimizar custos”, explica a enfermeira do programa, Adriana Veraldi.

Os pacientes do ADA também são acompanhados durantes as internações hospitalares. “Temos alguns hospitais referenciados que dispõem de médicos parceiros da Amafresp, o que facilita acompanhar e monitorar constantemente o paciente do programa”, disse Adriana.

Hoje, mais da metade dos atendimentos são encaminhados pelas Assistentes Sociais da Amafresp, que percebem a necessidade de aderência dos filiados ao programa . Vale lembrar que todos os pacientes que apresentarem os pré-requisitos (saiba quais no box abaixo) podem entrar em contato e solicitar uma visita para avaliação.

Segundo informações administrativas, a intenção é expandir o ADA para o interior e aumentar em 30% o número de pacientes. “É cada vez maior a quantidade de pacientes que necessitam de cuidados e acompanhamento especial, principalmente no nosso plano, no qual mais de 33% dos associados estão na faixa etária acima de 59 anos. Por isso, o objetivo da Amafresp é remodelar o ADA, para que atenda efetivamente aqueles que necessitam de orientação e direcionamento para os seus atendimentos”, afirma a gerente da Amafresp, Rosângela Lázaro.

A Amafresp conta com ferramentas que identificam pacientes potenciais para o programa, através de sua utilização, formando grupos para que sejam acompanhados diretamente por profissionais médicos (clínicos gerais e geriatras) que conhecerão o histórico médico e, com isso, serão melhor assistidos. “A Amafresp, em breve, ampliará o atendimento a esses pacientes e desenvolverá novas formas de gerenciar a saúde de seus beneficiários”, conclui Rosângela.

Confiança

Com o trabalho permanente, equipe, familiares e pacientes acabam estreitando laços de confiança e interferindo positivamente no tratamento. “Elas são excelentes, muito carinhosas e atenciosas com minha mãe. Nós que vivenciamos o que é ter uma pessoa em casa, que precisa de ajuda, sabemos como esse atendimento faz a diferença”, garante Roseli, que cuida da mãe Mya Tokumitsu, de 88 anos, paciente do ADA há 7 anos.

Valquiria também cuida da sua mãe Rina Ramos, de 81 anos, que participa do ADA desde 2011. “Soube do programa, por meio da Assistente Social, Filomena Ferreira Lima. O atendimento é ótimo e tenho total segurança e confiança na equipe. Sempre que preciso, ligo ou mando um WhatsApp. O ADA facilita muito a minha vida e da minha mãe. Eu recomendo!” , disse.
Vantagens

  • Comodidade de ser atendido em domicílio
  • Geriatra de referência à disposição
  • Fidelização do acompanhamento clínico
  • Controle da qualidade dos atendimentos
  • Redução do número de internações
  • Indicação de hospitais e médicos parceiros
  • Segurança e confiança no acompanhamento da saúde do paciente
  • Tratamento humanizado e personalizado
  • Otimização de custos para o plano

O que é preciso para participar?

Os filiados que querem participar do programa deverão ser avaliados pela equipe multiprofissional da Amafresp e preencher os seguintes requisitos:

  • Ser morador da capital e grande São Paulo;
  • Ter idade superior a 70 anos;
  • Estar acamado ou com dificuldades de locomoção;
  • Ter um cuidador (parente ou não), que será o contato com a equipe multiprofissional Amafresp e o responsável pelo paciente;
  • E, principalmente, ter interesse em fidelizar seu acompanhamento clínico com a equipe Amafresp.