Sem categoria

Amafresp apresenta Programa de Saúde do Idoso

16 maio 2017 • Fabieli de Paula

A Amafresp lançou um novo projeto para atender seus filiados com mais de 65 anos. O Programa Saúde do Idoso tem objetivo de mapear e cuidar dessa importante e crescente população, que necessita de acompanhamentos específicos, com adoção de cuidados que priorizem ações focadas no grau de risco e na capacidade de recuperação clínica.

Segundo o auditor e assessor médico da Amafresp, Dr. Walter Lyrio, com este projeto, inicialmente firmado com os hospitais Samaritano e HCor, o paciente idoso terá acompanhamento com uma equipe experiente e especializada, que proporcionará um tratamento diferenciado, evitando demora do diagnóstico, internações prolongadas, exames e intervenções invasivas desnecessárias, por exemplo.

“No atendimento pelo pronto-socorro, um médico especialista da instituição deve avaliar o caso e, quando indicada a internação, a equipe médica responsável pelos cuidados de pacientes idosos deve ser acionada para acompanhar o paciente no período de internação. Se necessária a atuação de outros especialistas, a equipe deve acioná-los para acompanhar o caso em conjunto”, explicou.

A diretoria da Amafresp acredita que este programa irá trazer mais comodidade e segurança para o idoso e sua família. “Contar com um médico de confiança e uma equipe especializada faz toda diferença, principalmente no caso dos idosos que tem internações mais frequentes”. A meta deste programa é firmar parceria com outros grandes hospitais, disse o diretor da Amafresp, Alexandre Lania Gonçalves.

Dr. Walter lembrou que, após a alta do pronto-socorro ou da internação hospitalar, o paciente deve ser orientado para acompanhamento clínico, pela equipe médica responsável pelos cuidados de pacientes idosos, que o assistiu na internação, e pelo médico especialista, quando for o caso.

Este é mais um programa, com o qual todos saem ganhando. O paciente idoso por ter um tratamento direcionado, com profissionais experientes, evitando internações prolongadas e/ou desnecessárias e a Amafresp, por acompanhar este paciente mais de perto.